Dançando com Mephisto

Minha culpa nascer com juízo,
preferir ficar só a vagar
entre as multidões de perdidos,
condenando a minha alma
à esperança que desengana,
escolho dançar com Mephisto,
o fogo eterno dos sentidos,
a crueldade da consciência
dos anjos decaídos,
à máscara dos inocentes
que causa tantos prejuízos,
de uma ideologia compassiva,
um facho de luz oportunista.

Dance, Dance Mephisto
Meu desejo é dançar...
Eu te pressinto,
minha morte,
minha danação,

vomitando recessos de fantasias.

©, 2008, Metamorfose de Lilith, Lua em Refração, Nancy Lix

3 comentários:

Mapa do Sol disse...

Mephisto sapateia e ri. Os outros não sapateiam na nossa cabeça e riem? Se acha anti-ético sapatear nos outros, vá dançando e rindo dos rabos compridos. rs

Mari Thomé disse...

Meu único problema com poesia,
como não sei fazer versos bons,
e que nem sequer consigo comentar.
E me acho uma boba por tentar!
:)

Vera Martins Itajaí disse...

Olá Nancy,

Linda poesia!
'dançando com mephisto"
Tomei a liberdade de leva-la para meu blog...
abçs

 
© 2008 - 2009 Nancy Lix, Lua em Refração. Todos os direitos reservados. Não reproduzir sem autorização. | Technorati | BlogBlogs.Com.Br