Fleurs du Mal


Je t'adore

"Eu te adoro sim, como adoro o céu noturno,
ó vaso de tristeza, ó anjo taciturno,
e amo ainda mais quando desapareces,
ornamento das minhas noites, e pareces
com tamanha ironia aumentar os espaços
que, do imenso azul, separam os meus braços.

Eu avanço no ataque, e entro na liça
como um coro de vermes cercando a carniça,
e venero, ó fera cruel, implacável,
até tua frieza, que acho adorável!"


Fluers du Mal, Baudelaire. Tradução: Jorge Pontual

2 comentários:

Mapinhas disse...

Nancy tendo idéias perigosas...

Mari Thomé disse...

Amo este livro!
é um que faz falta na minha biblioteca...

Não sou nada fã de poesia, mas essa me afeta...

 
© 2008 - 2009 Nancy Lix, Lua em Refração. Todos os direitos reservados. Não reproduzir sem autorização. | Technorati | BlogBlogs.Com.Br