As Lágrimas das Meninas


Não estavam lá as lágrimas das meninas
Brincavam com as suas saias de margaridas
Foram derramadas pelos olhos das mulheres
Nas cantigas de roda dos corpetes justos
E das mãos suadas sobre o seu desgosto

Desde o princípio foram corpos apenas
As suas vidas eternos verões gelados
Sob as árvores fizeram-nas serpentes
Estas meninas e mulheres sem nome
Que ainda dormem no coração do sonho

©, 2009, Nancy Lix. Lua em Refração.

4 comentários:

Roger Jones disse...

legal, Nancy.
eu gosto de frases como essa:
"dormem no coração do sonho".
elas desgarram-se do autor, e ultrapassam o leitor, e adonam-se solitárias e independentes, do seu sentido, restando à nós mortais escolher um dos multiplos sentidos dela que se coadunem com nossos desejos domados e com nossa capacidade de interpretação.

Roger Jones disse...

outra coisa.
eu acho que só as lágrimas dão sentido á vida.
só.

Márcio Ibiapina disse...

A infância perdida, perdendo-se. imagem pungente, dorida. somente a poesia para descrevê-la com toda sua intensidade. Parabéns.

AC disse...

Fiquei muito emocionada, tantos e tão bonitos poemas!! Que talento. Admiro muito. :) Muitos parabéns

 
© 2008 - 2009 Nancy Lix, Lua em Refração. Todos os direitos reservados. Não reproduzir sem autorização. | Technorati | BlogBlogs.Com.Br