Alquimia

Abram-se os girassóis,
deitem as suas sementes
sobre a terra dos mortos,
extraiam a pura seiva
das trevas,
da sombra virgem,
e virem a sua face ao sol,
ígneos girassóis erectus,
poder do falo de Ishtar,
a deusa do sol,
a mãe de todos os deuses,
a creatividade é feminina.


(©, 2008, Nancy Lix)

2 comentários:

Rita disse...

Somos como girassóis. Nascemos, morremos. Só que nós, podemos morrer e nascer de várias formas. Quantas vezes precisamos. Gostei do tom do blogue. Continue **

Os Autores do Blog disse...

Cadê post novooo?!

 
© 2008 - 2009 Nancy Lix, Lua em Refração. Todos os direitos reservados. Não reproduzir sem autorização. | Technorati | BlogBlogs.Com.Br